terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Quebra-cabeça

Sempre tem um pedaço do quebra-cabeça que falta, que se perde, mas até você não perceber isso e se ocupar com outras coisas, você não se importa, depois de tanto achar peças repetidas, peças inúteis e que você pode até tenta-las fazer com que se encaixem de qualquer jeito a qualquer preço, elas podem talvez fazer uma insignificante diferença, te fazer feliz por um pequeno período,mas depois você se toca de que não é "a peça", você sabia disso o tempo todo e realmente pode até doer, a desilusão é um sentimento devastador, mas que um dia acaba passando e volta a insaciável procura de somente uma peça que falta para te completar e quando você a acha, quando se sente completa, sente a felicidade invadir você, quando entende a sensação de estar completa e se sente ... perfeita, pensa que ela nunca vai se perder e que nunca poderá deixar-la escapar, mas um dia que você perde essa peça , porque cá entre nós? todos sabemos que as peças ao qual nos referimos são pessoas. Pessoas têm desejos, vontades e nem sempre o seu quebra-cabeça é o dela também, ela pode te completar, mas será que você a completa?
Quando a pessoa com quem você acha ser feita pra você, vai embora é a pior coisa do mundo, perder uma pessoa que você ...não necessariamente ama, mas que tem uma importância enorme pra você, aquela pessoa que te intende como ninguém, faz suas pernas tremerem e você fica com frio de nervoso, só ao estar perto dela. O sentimento de perda a torna amarga e vazia outra vez, tudo o que temos que fazer é preencher nosso espaço vazio e mesmo que ele seja preenchido, sempre haverá uma outra peça que falta, ninguém é totalmente feliz, e todos sabem disso e acho isso porque a felicidade se assemelha com a perfeição, nada é perfeito para sempre portanto finais felizes são apenas farsas, mas isso não é nenhuma surpresa.

Por: Nathallia Piotto

Nenhum comentário:

Postar um comentário